Voo realizado na Ilha de Páscoa permitiu acompanhar eclipse por 8 minutos

Um grupo de entusiastas e astrônomos realizou uma das maiores observações do eclipse solar a bordo de um Boeing 787-9, voando no Pacífico Sul. O voo LA1296, da Latam, voou à sombra do eclipse por mais de oito minutos, praticamente triplicando o tempo médio de duração de uma observação no solo.


O decolou às 9h50 do aeroporto Mataveri de Rapa Nui (Ilha de Páscoa), voando a noroeste por duas horas e trinta minutos para se posicionar na trajetória do eclipse, ao leste, antes de retornar à ilha com um tempo de viagem de cinco horas e trinta minutos. O 787-9 voou a uma altitude média de 41.000 pés, permitindo uma melhor observação do fenômeno, evitando parte do efeito gerado pela atmosfera.

A aeronave transportou mais de 50 viajantes de 10 países, em sua maioria, astrônomos e entusiastas, o que permitiu experimentarem o equivalente a três eclipses solares totais em somente uma observação. Um dos passageiros, Dr. Glenn Schneider, dos Estados Unidos, astrônomo da Universidade do Arizona, não somente auxiliou a planejar o voo, como também realizou 35 observações de Eclipses Solares Totais, um Recorde Mundial Guinness.


“Latina e estamos orgulhosos de ter sido a companhia aérea eleita pelos principais especialistas em eclipse do planeta para perseguir este fenômeno em um sobrevoo único pelo Pacífico, decolando da ilha mais remota do planeta: Rapa Nui”, diz Yanina Manassa, diretora de clientes do grupo Latam Airlines.


A Latam e parceiros trabalharam ao lado de cientistas por cerca de dois anos no planejamento do voo, avaliando e prevendo a trajetória do eclipse, dando condições de identificar a melhor rota em que o avião deveria voar para experimentar o fenômeno.









Fonte: https://aeromagazine.uol.com.br/

1 visualização

© 2018 por Preflight. Desenvolvido por Armando Orsi